Lia Drumond

É só um blog…

Irresponsável

with 2 comments

Olha só que irresponsável
Nem estava tão doente, um resfriado
E falta com os compromissos que não marcou
Para ficar consigo
Para dançar a alegria de estar em si
Uma assinatura e legaliza seu crime
Faz isso porque não gosta de seu trabalho
Não gosta de se submeter àquela repetição
Triste, sim e… necessário.
Quem nunca o fez? Quem nunca fugiu?
Mas sabe que foge além da conta
Pensa: vão me demitir!
E daí? Eu não vou morrer por isso.
E sempre pensava isso:
Eu não vou morrer por isso!
Já teve fases de ansiar pela derradeira…
E, talvez por isso, a respeitasse.
Se não mata, não importa.
Mas importa, sim.
Sua mãe liga e traz o sentimento de culpa
Irresponsável
Ninguém mais tem o direito de ser
Ou só quem realmente conhece a dor
E o prazer da liberdade

Written by Lia Drumond

abril 3, 2006 às 9:46

Publicado em Versos

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Convenções da sociedade,
    cárcere invisível,
    só os visionários é quem sabem.
    Gaiola dos sonhadores,
    chibata no lombo
    de uma rua infinita.

    Fugir?
    quem não fugiu?

    sonhar trilhar o infinito?
    quem já sonhou?

    Se sonhou…
    …me compreenderás.

    Ôbèron

    abril 3, 2006 at 15:15

  2. O pudor se confunde com a marionete mais desfigurada de todas: A máquina infernal que destrói sonhos pela própria limitação.

    Um beijo nega. Força na peruca!
    http://www.descontrualistas.zip.net

    CAMI

    abril 4, 2006 at 9:43


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: