Lia Drumond

É só um blog…

A “canguta”

leave a comment »

É assim que eu chamo aquele lugarzinho embaixo da orelha, onde costumamos passar perfume. Sabe? Ali, o Américo adora receber beijinhos e fungadas. Tem um cheirinho bem especial de leite azedo, sabonete de neném e suor. É o melhor cheiro que eu já senti na vida!

Até quando sentimos o cheirinho de bebê em nossos filhotes? Seja qual for o tempo, é pouco. Se eu pudesse, mandaria engarrafar esse cheirinho para sempre lembrar dessa fase maravilhosa que estou vivendo. Uma fungadinha na canguta é suficiente para fazê-lo soltar o sorriso banguelo mais charmoso do mundo. Ele é tão bem humorado! Passo horas imaginando como deve ser fascinante aprender a viver. Gorgolejos e primeiras sílabas. Hoje ele se rasgava de rir enquanto dizia “aabbuuuu” e eu repetia. Já está todo durinho, pensa que já pode ficar em pé e quer ir para onde aponta seu nariz.

A “canguta” é uma pequena parte de todas as descobertas que ele me proporciona. É tão gostoso descobrir o que o faz rir, do que ele gosta e o que ele quer… Essa intuição materna é incrível, mesmo. Ele tem quase cinco meses (completos dia 06/07) e eu já sei, só de ouvir seu choro, se tem frio, fome, sono ou está entediado. Não é grande mérito, acho que qualquer mãe atenta consegue sacar seu filho sempre. Por isso que não se deve mentir para as mães. Elas fungaram nossas cangutas e aprenderam o que queremos dizer antes mesmo de termos aprendido a falar…

Written by Lia Drumond

julho 4, 2007 às 19:33

Publicado em Maternidade

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: