Lia Drumond

É só um blog…

Ah, esqueci…

with one comment

Sabe quando você pensa durante o caminho num assunto ‘interessante’ e tals e fala que vai escrever sobre isso e esquece? Acabou de acontecer… Vou consultar minha memória alternativa que funciona, via sms. Tomara que responda e que se lembre do que falei. Achava que com um gravador não esqueceria minhas idéias, mas esqueço de gravar. Esqueço até que estou com um gravador na bolsa, só lembro quando preciso ameaçar alguém de publicar suas declarações no meu ‘importantíssimo’ podcast…

Ah, minha memória alternativa é quase infalível, que tudo!  Lembrei agora sobre o que escreveria e a culpa por esse lapso de memória é do sono. Tenho mais uma teoria baseada apenas no meu profundo conhecimento da minha própria experiência. Vamos falar sobre ela…

As mães não costumam nos deixar dormir sossegados durante o tempo que nós sentimos vontade. Já chegam chegando em nosso quarto, chamando e abrindo a janela, tirando o cobertor, falando que é hora de acordar e pronto, não adianta argumentar e dizer que aquele dia tudo o que você mais quer na vida é dormir mais três horas e esquecer o duro treinamento para a vida adulta.  Não sei se é assim com todo mundo, mas mi madre nunca podia chegar em casa e me pegar dormindo à tarde, por exemplo. Começava a reclamar que meu quarto estava uma zona, que minhas gavetas estavam um pardiero e, pra finalizar, sempre perguntava se eu ficaria aleijada caso lavasse a louça ou arrumasse a sala… E eu acho que sei o motivo desse comportamento materno: vingança.

Há quase 3 anos que não durmo totalmente em paz. Achava que quando fosse adulta poderia dormir por semanas, talvez hibernar e matar o sono acumulado durante toda a adolescência, mas o Américo não deixa e o próximo também não vai deixar, então nem tão cedo vou dormir . O dia amanhece e ele já vem no quarto dizer que está claro e é pra sair da cama. Se não levantar na hora, ele puxa a gente da cama e começa a brigar, coisinha brava e mau humorada pela manhã – indício de que mau humor matinal pode ser genético.  E por isso desenvolvi essa teoria, pois não vejo a  hora de ele ser adolescente pra entrar em seu quarto durante a manhã, abrir a janela e falar bem alto que “já está na hora, vamos acordar, os Deuses ajudam quem cedo madruga, vamos, vamos, vamos!”

Música pra acordar e dançar e ficar de bom humor – e  melhor coreografia do mundo: Praise you – Fatboy SLim

Written by Lia Drumond

janeiro 7, 2010 às 10:37

Publicado em Maternidade

Tagged with ,

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Primeiro: parabéns pelo emprego, mesmo que temporário.
    Segundo: adoro quando vc diz que vai dominar o mundo…
    Terceiro: minha mãe era igual, sábado de manhã ligava o rádio no último volume e dane-se se alguém (eu) queria dormir até o meio dia. E olha que de acordo com ela eu era um bebê tranquilo e que dormia até tarde. Talvez ela estivesse se vingando da minha avó e eu que me danei.
    Quarto: meu sobrinho n° 2 está a caminho? =D
    Quinto: Américo vai fazer 3 anos já… como o tempo passa!

    Muitas saudades de todos! O tal ano que vem chegou, espero vocês aqui em casa. Bjs!

    PS: virginianos são uns moda focas mesmo, fazem tudo em tópicos…

    Guaci

    janeiro 9, 2010 at 19:54


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: