Lia Drumond

É só um blog…

Ode à insegurança

with 2 comments

 Não és bom quanto esperavam que fosse, nem ruim quanto gostaria
A personalidade defensiva e comportamento combativo, está cego
O amor se tornou ódio pois se amar você não concebe, odiar consegue
Já que seu amor é prêmio de consolação e você não ama como poderia

Sua alegria não está mais com você, é toda dela
A vida esqueceu de te mostrar que ainda pode ser bela

Em busca de um pouco de vingança, nem que seja só um pouco
Apesar de toda teoria e prática, traição é ir contra sua própria vontade
Além do que se espera de quem diz não temer enxergar a verdade
Talvez belo seja o fim que nunca chega na sua insegurança de louco

Ao som de: The view from the afternoon – Arctic Monkeys

Written by Lia Drumond

maio 30, 2010 às 11:05

Publicado em Versos

Tagged with

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. muito linduuuuu!

    goulart de andrade tem inveja dessa sua ode

    praticamente uma modernista…

    sinto-me impedida a dizer que talvez tenhamos uma nova representante de peso na poezia nacional

    parabens, concertesa só você será reconhecida, então aproveite a dica e me mate!

    louca_insegura

    maio 31, 2010 at 19:19

  2. hahahahahaha…

    só que agora reparei na riqueza das rimas…

    sério, vc fez zuando ou levou a sério mesmo?

    nem mesmo o soneto de millor é tão bom!

    hahahahahaahahaha

    hahaha

    junho 1, 2010 at 11:27


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: