Lia Drumond

É só um blog…

Crianças indigo?

with 2 comments

As crianças e adolescentes não mudaram, ainda são projetos de gente, presunçosos e que precisam testar limites para aprenderem a ultrapassá-los com segurança…

Agora, os pais, estes sim mudaram muito. Antes, lá no antigamente, o pai trabalhava e a mãe ficava em casa, não necessariamente proporcionando atividades lúdicas e estimulantes para seus filhos, mas geralmente ralando para limpar a casa e, nos momentos de folga, ler uma revista ou fofocar com a vizinha. As crianças tinham a liberdade da rua, seguiam juntas para a escola e, geralmente, sem nenhum adulto por perto, brincavam mais longe da vigilância. Não havia culpa por parte de mãe ou pai pelo tempo que não passavam com seus filhos, pois viviam sob o mesmo teto e isso bastava.

Hoje em dia, a sociedade de consumo prega tanto perfeccionismo e exigência em relação às crianças que os pais sentem-se pressionados. As opções para os pequenos são mais variadas, melhores e mais caras do que para os adultos – mas quem trabalha e paga por tudo?? Empresas já planejam serviços que incluem as crianças por saberem que é um mercado infalível, nenhum pai nega o conforto que pode oferecer aos seus filhos – ainda que isso possa transformá-los em folgados inúteis.

Quando eu era pequena, e isso nem faz tantas décadas assim, havia menos opções para criança e raramente podíamos escolher. Mas me aproveitei muito da culpa que mi madre sentia por trabalhar fora e não ser o tipo de mulher que vive em função da casa e dos filhos, muitas vezes pressionei pelo que queria, consegui e me tornei pior, mais exigente, ingrata que só.  Só tive alguma idéia do que minha mãe sentia quando comecei a trabalhar e depois  saí de casa e precisei me sustentar. Quando tive o Américo passei a questionar o porquê de eu ter sido considerada uma criança tão terrível, já que ele é tão bonzinho. Acredito que ele é bonzinho porque eu não sou boazinha, sou bem diferente da minha mãe que sempre se preocupava com a opinião alheia sobre suas escolhas, me sinto mais livre do que ela em relação ao que é considerado aceitável pela sociedade.

Concordo que vivemos numa época em que as crianças são mais espertas, também fomos mais espertos que nossos pais quando eles eram pequenos, isso se chama evolução. Mas não devemos acreditar que criança e adolescente é diferente hoje, não são. São potencialmente mais inteligentes que os pais, mas estes são potencialmente incapazes de determinar o futuro de seus filhos por mais que tentem. É importante ser presente e estimular seus filhos, mas talvez seja mais importante cuidar bem da própria vida e sentir-se estimulado e feliz com isso, um exemplo vale mais do que mil palavras. Culpa não pode ser exemplo de sucesso…

Música que eu adorava quando criança: Aquarela – Toquinho

Written by Lia Drumond

janeiro 24, 2011 às 11:59

Publicado em Maternidade

Tagged with , ,

2 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. As crianças estão sendo moldadas para como os pais esperam que elas se portem (embora muitas vezes não dê certo, até porque os pais jogam os filhos no colégio e esquecem deles, muitas vezes).

    Agora, mais do que nunca, os pais me parecem serem mais conscientes dos seus valores morais. E por isso vejo meus amigos matriculando seus filhos em colégios que defendem as ideologias pelas quais foram se contaminando.

    Aqueles que tem uma forma diferente de ver o mundo acabam não tendo escolha, e buscam colégios menores onde podem ter mais acesso aos professores e aos amigos dos filhos e assim estabelecer maior proximidade com estes.

    O que acho chato é que a preocupação da maioria dos pais é sobre o que pensam as outras pessoas deles, e não o que eles mesmos pensam sobre a criação dos filhos. A sensação que me dá é que cada um tenta defender sua imagem, quando, muitas vezes, o relacionamento com os filhos fica cada vez mais fragilizado.

    Daniel Caceres

    fevereiro 23, 2011 at 19:39

  2. É, concordo que os pais se preocupam mais com a opinião do que com o resultado da educação que dá ao filho…

    Lia Drumond

    fevereiro 24, 2011 at 5:27


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: