Lia Drumond

É só um blog…

Ocupar

leave a comment »

Talvez seja um momento de autoafirmação da humanidade, pessoas se dividem entre os otimistas e os pessimistas, mas todos são humanos e agem de acordo. Não sei diagnosticar as palavras, não sei expressar o que sinto sobre o que se passa… É muita coisa. É uma era de informação onde há pouca curiosidade. Muita futilidade de entretenimento tenta se justificar pela vida estressante dos dias atuais, como se a burrice fosse um alívio pro cérebro, como se o estresse não fosse, também, fruto de toda a ignorância. Sinto que greves poderiam acontecer não só nos Correios ou nos bancos, mas em todas as categorias que não contam com estabilidade suficiente para se manifestarem – isso faria bastante barulho. Mas está difícil achar consenso, união é uma utopia que depende do respeito, que muitas vezes é confundido com silêncio ou aprovação. Ainda há muita religião no pensamento das pessoas, elas ainda precisam de mitos e/ou heróis para seguirem, não sabem o que significa livre-arbítrio, não amam as outras como a si próprias, não se reconhecem na imagem e semelhança de algo melhor, não conseguem ler as letras miúdas, apenas querem a salvação. Ter fé sem pé nem cabeça, basta aparecer o herói esperto certo.

Apesar da desconfiança, a esperança é inevitável. É legal ver tudo isso, desde a ‘Primavera Árabe’ até a recente ocupação de Wall Street e os protestos contra corrupção no Brasil. É, tipo, WOW… Era o que eu esperava da internet desde que isso começou, o poder de mobilizar a ‘rede’. De que adianta uma rede que não se pode balançar, né? No Brasil isso faz todo sentido… Balançar estruturas de Sarney, Magalhães, Maluf, Calheiros, Roriz, Arruda, Bolsonaro e de todos que não são famosos só pelo sobrenome difamado, mas que precisam ter seus nomes e feitos chacoalhados pela razão de quem lhes emprestou não apenas confiança, mas dinheiro, MUITO DINHEIROOO!!! Ver isso acontecer seria a glória, ver o povo deixar de ser burro e conversar com o povo que não acessa a internet, o povo que só tem a televisão para se desinformar e que, na verdade, é o povo que elege nesse país de ignorantes. Não adianta latir litros num fórum onde todo mundo tem, pelo menos, o mesmo interesse, e não falar com um estranho na rua sobre a real situação do país fora do futebor. Fora da internet não vejo o povo engajado em nada além de sobreviver.

Quem sabe seja o tempo de ocupar mentes com pensamentos grandiosos, de se abrir para conhecer mais de verdade, de reconhecer que só dentro de casa ninguém conhece nada. É bonito ver esse tempo, espero que essa Primavera seja o desabrochar de alguma evolução positiva. Acredito que só o amor constrói, que podemos sempre fazer melhor e que a esperança é a última que morre, todos os clichês bonitinhos de quem tem fé na vida, mas não fé sem pé nem cabeça.

E não consigo pensar em música, só em dança desde que assisti ao ótimo documentário sobre Dzi Croquettes. Essa semana voltei a me mexer. Vale a pena buscar e assistir, dá orgulho e tristeza de ser brasileiro e saber que nunca vão exibir isso num canal aberto de audiência, muito menos canais que têm a religião como cliente ou proprietária…

Written by Lia Drumond

outubro 17, 2011 às 22:28

Publicado em Conselhos Inúteis

Tagged with ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: